Uma Aplicação Prática de Orçamento Baseado em Atividades

Autores

  • Almir Teles da Silva UEM
  • Paulo Moreira da Rosa UEM
  • José Santo Dal Bem Pires UEM

Resumo

A concorrência entre empresas do mesmo segmento de mercado vem provocando mudanças no comportamento dos gestores. A necessidade de reduzir custos sem comprometer a melhoria contínua na qualidade dos produtos oferecidos tem sido o grande desafio para a avaliação e reformulação do seu modelo de gestão. O presente artigo tem como objetivo apresentar um Orçamento Baseado em Atividades, por meio de uma aplicação prática desenvolvida em uma empresa do ramo de atividade de fundição. Seu desenvolvimento está fundamentado nos conceitos básicos de Planejamento, Orçamento e Custeio Baseado em Atividades. Faz uma análise descritiva entre o modelo de orçamento tradicional ou por recursos e o Orçamento Baseado em Atividades, demonstrando que o segundo possibilita identificar onde e como os recursos serão aplicados dentro do processo produtivo, enquanto o primeiro apenas informa o volume de recursos consumidos em cada centro de custo ou unidade de negócio. Concluiu-se neste estudo que a utilização de ferramentas de gestão como Orçamento Baseado em Atividades apresenta-se como um instrumento que melhora a competitividade da empresa em custo e preço num mercado globalizado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-12-03

Como Citar

Silva, A. T. da, Rosa, P. M. da, & Pires, J. S. D. B. (2009). Uma Aplicação Prática de Orçamento Baseado em Atividades. Journal of Accounting, Management and Governance, 10(2). Recuperado de https://revistacgg.org/contabil/article/view/244

Edição

Seção

Articles