Estratégia, Institucionalismo e Cultura: Construção Teórica de uma Vantagem Competitiva Cultural Local

Autores

  • Henrique Muzzio FGV-SP

Resumo

Esse artigo apresenta uma construção teórica sobre a vantagem competitiva cultural local. Usamos pressupostos da teoria estratégica, da teoria institucional e da teoria da cultura para construir um modelo aplicado em estratégias de internacionalização. Dada a complexidade de um contexto pós-moderno, cresce a demanda por legitimidade cultural no diferentes locais em que uma firma atua, necessitando esforços para orientar os atores nas relações interculturais. A legitimidade cultural local passa pela aceitação tácita e/ou explícita dos stakeholders locais, das práticas estratégicas desenvolvidas por uma firma que atue em um delimitado contexto mercadológico que precisam ter harmonia com os valores culturais locais. Como adequar estratégia global e valores culturais locais? Postura de relativo equilíbrio entre a matriz e a subsidiária nas definições estratégicas; valorização da perspectiva local, tanto entre os atores da firma subsidiária, como entre os stakeholders locais; agregação da perspectiva simbólica local nas definições estratégicas da firma; comunicação da subsidiária de acordo com os valores culturais locais; adaptação de produtos e/ou serviços às lógicas cognitivas coletivas etc. são algumas ações estratégicas possíveis que levariam à vantagem competitiva cultural local.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-04

Como Citar

Muzzio, H. (2010). Estratégia, Institucionalismo e Cultura: Construção Teórica de uma Vantagem Competitiva Cultural Local. Journal of Accounting, Management and Governance, 13(3). Recuperado de https://revistacgg.org/contabil/article/view/236

Edição

Seção

Articles