Análise da Percepção sobre Expressões de Incerteza Presentes nas Normas Internacionais de Contabilidade

Autores

  • Marcelo Dias de Almeida UFU - Universidade Federal de Uberlândia
  • Sirlei Lemes UFU - Universidade Federal de Uberlândia
  • Elionor Farah Jreige Weffort Centro Universitário Álvares Penteado – UniFECAP
  • Rodrigo Fernandes Malaquias UFU - Universidade Federal de Uberlândia

Resumo

A proposta do International Accounting Standards Board (IASB) de normas contábeis internacionais que sejam aplicáveis em nível mundial resulta também de uma resposta à necessidade do mundo econômico de compartilhar uma linguagem que facilite a comunicação dos mercados de capitais mundiais. Contudo, essa proposta implica a tradução de tais normas, originalmente em inglês, para outro idioma, perpassando ainda por questões relacionadas às expressões de incerteza contidas nas referidas normas. Neste contexto se insere esta pesquisa, que apresentou como objetivo geral o de identificar a percepção sobre expressões de incerteza presentes nas normas internacionais de contabilidade. Tais grupos dividem-se em: i) os responsáveis pela contabilidade das empresas brasileiras que emitem ADR; ii) os responsáveis pela contabilidade das instituições financeiras brasileiras (bancos); e iii) os alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, nível de mestrado e doutorado, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP), participantes do Laboratório de Estudos em contabilidade internacional. Após a realização da análise de variância (ANOVA) e do teste Post Hoc – Tukey HSD, verificou-se que as expressões “reasonable assurance”, “seriously in question” e “virtually certain” apresentam diferenças significativas na percepção por parte da amostra. Assim sendo, conclui-se que a diferença de percepção em relação às expressões de incerteza tem o potencial de gerar entendimentos variados e, por conseqüência, distorções na elaboração e interpretação das demonstrações financeiras, acarretando informações diferenciadas que interferem nas tomadas de decisões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Dias de Almeida, UFU - Universidade Federal de Uberlândia

Mestre em Administração Organizacional – FAGEN/UFU.

Sirlei Lemes, UFU - Universidade Federal de Uberlândia

Doutora em Controladoria e Contabilidade – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo – FEA/USP. Professora da Faculdade de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Uberlândia – FACIC/UFU.

Elionor Farah Jreige Weffort, Centro Universitário Álvares Penteado – UniFECAP

Doutora em Controladoria e Contabilidade – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo – FEA/USP. Professora do Centro Universitário Álvares Penteado – UniFECAP.

Rodrigo Fernandes Malaquias, UFU - Universidade Federal de Uberlândia

Mestrando em Administração – Faculdade de Gestão e Negócios da Universidade Federal de Uberlândia – FAGEN/UFU.

Downloads

Publicado

2009-03-04

Como Citar

de Almeida, M. D., Lemes, S., Weffort, E. F. J., & Malaquias, R. F. (2009). Análise da Percepção sobre Expressões de Incerteza Presentes nas Normas Internacionais de Contabilidade. Journal of Accounting, Management and Governance, 11(1-2). Recuperado de https://revistacgg.org/contabil/article/view/12

Edição

Seção

Articles

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)