PRINCIPIOS CONTABEIS EUROPEUS E BRASILEIROS UMA ABORDAGEM COMPARATIVA

Autores

  • José Ribamar Nery Rodrigues Junior UnB
  • Lorene Duarte Espiridido UnB
  • Viviane Maria Carneiro Aragão UnB
  • Jorge Katsumi Niyama UnB

Resumo

Este artigo tem por finalidade apresentar, discutir e comparar os princípios contábeis adotados pelo Brasil e os adotados pelos países europeus, a maior parte deles integrante da União Européia, em especial, Franca, Grã-Bretanha, Portugal, Itália, Espanha e Alemanha. Em realidade, embora denominados princípios, abrangem tanto praticas, procedimentos e características da informação contábil, principalmente aqueles referendados pelas 4ª, 7ª, e 8ª Diretivas, diretivas essas que constituem regras básicas da União Européia na área de contabilidade. No âmbito brasileiro, os princípios oficialmente regulamentados são os Princípios Fundamentais de Contabilidade, estabelecidos pelo Conselho Federal de Contabilidade. A busca de harmonização de princípios, de normas e de procedimentos contábeis surgiu da necessidade de que as demonstrações financeiras de diversos países - mesmo considerando as existências de blocos econ8micos com objetivos comuns fossem conceitualmente comparáveis com a finalidade de se maximizar as informações e de contribuir para o aprimoramento do processo decisório na comunidade européia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jorge Katsumi Niyama, UnB

Professor Titular da Universidade de Brasilia

Downloads

Publicado

2009-08-10

Como Citar

Rodrigues Junior, J. R. N., Espiridido, L. D., Aragão, V. M. C., & Niyama, J. K. (2009). PRINCIPIOS CONTABEIS EUROPEUS E BRASILEIROS UMA ABORDAGEM COMPARATIVA. Contabilidade Gestão E Governança, 2(1). Recuperado de https://revistacgg.org/contabil/article/view/115

Edição

Seção

Articles

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>